terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Do escarro verde-amor

Por Rodrigo Francisco Barbosa


Dá cá tua mão qu’eu possa beijâ-la,
Do escarro da mi’a boca ter-te o’afago,
Qual fero canino língua deitada
Lamber-me as bolas já sofregado.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO SE ESQUEÇA!

-Comente à vontade!
-Sempre comente coisas relacionadas à postagem.
-Evite propaganda de blogs e outros sites.
-Para falar comigo escreva pra xerox_copia@yahoo.com.br


Participe comentando!