domingo, 6 de outubro de 2013

Experimentador: um servo da dor

Da deusa Dor qu'em'ulticor hosped'o mundo
E em só gemidos, calados fundo do qual se curva
Habit'o amor de gole doce qual morte plumbea
Que ronda a casa, degust'o beiço e a sóis fecunda.  

Por Rodrigo Satis


Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO SE ESQUEÇA!

-Comente à vontade!
-Sempre comente coisas relacionadas à postagem.
-Evite propaganda de blogs e outros sites.
-Para falar comigo escreva pra xerox_copia@yahoo.com.br


Participe comentando!