sábado, 28 de janeiro de 2012

Numa natureza onde não existe regulagem

"Tenho-me esforçado por não rir das ações humanas, por não deplorá-las nem odiá-las, mas por entendê-las."

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Curitiba, nueve e quince de la mañana.

Jueves, la Lluvia seña la calles coloreado, san mucho los paraguas.
San tantas minucias que yo no consigo describir.

sábado, 21 de janeiro de 2012

sábado, 14 de janeiro de 2012

The last cry

"Man is a being that imagines...
Basically, to imagine is to go beyond oneself, to project oneself, to rise above oneself continuously.
Man imagines because he desires; man is the being that is capable of transforming the whole universe into an image of his desire."

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Parte de mim

Se eu fosse mais cuidadoso com a minha história, talvez recordaria com mais facilidade, fases das quais os domínios da linguagem superaram as principais dificuldades do mau uso das palavras.
Hoje, com sutileza, sintetizo esse exercício como parte de tudo que sei, compreendido como solução de minhas dificuldades.
"Era mi corazón una ala viva".

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Do escarro verde-amor

Por Rodrigo Francisco Barbosa


Dá cá tua mão qu’eu possa beijâ-la,
Do escarro da mi’a boca ter-te o’afago,
Qual fero canino língua deitada
Lamber-me as bolas já sofregado.









Este blog continua como uma contribuição a longo prazo, por tanto, requer consulta diária.

Ficarei satisfeito se ele despertar curiosidade, incentivar estudos mais aprofundados ou simplesmente sanar dúvidas.