segunda-feira, 27 de maio de 2013

Dormingo

Acordar com dor nas juntas
De se juntar em noite fria
Que afag'estrala pel'eriçada
De corpo doido qu'em sonh'embalo.

Por Rodrigo Satis

Hoje o meu rio secou

Diante de mim, a calma ressurgiu como projeção num flash-back em câmera-lenta.

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Momento num café

Meu problema parece o mesmo de Manuel Bandeira. Apresentar duas diferentes cosmovisões: "a dos que vivem confiantes na vida e a dos que pensam ser esta uma agitação feroz e sem finalidade".

terça-feira, 21 de maio de 2013

A unidade numa odisseia racional

Partindo da história inicial dos homens, para ajudar na formação de um pensamento. Os bestializados de ontem e de hoje são a face oculta de nosso modernismo: a cidade permaneceu alheia e atônita, buscando perdidamente seus cidadãos.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

A idade da razão

"Sua solidão era tão total sob aquele céu, acariciante como uma consciência limpa, no meio daquela multidão atarefada, que ele se sentia espantado de existir."

sexta-feira, 10 de maio de 2013

O homem de Maio

Desenvolvido individualmente, rompeu com os ensaios e compromissos e foi viver o último momento de uma vida longa e produtiva.