segunda-feira, 24 de julho de 2017

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Hoje, ainda vivo...

Sempre há algo em desarmonia, mas eu não sei o que, uma tristeza antiga, uma doença silenciosa.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Autodefesa do ócio pensativo

Houve um inverno em 2002, o mesmo inferno de agora.
Foi com essa estranha sensação que, com a chegada do mês de julho, senti uma vontade desconcertante de continuar aqui.
Durante anos, o que deveria ser um período de alívio e morosidade se tornou um intenso fluxo de memórias sobre as escolhas difíceis.
Uma vez diferente, as coisas podem voltar a ser como era antes, só que diferente.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Vivendo num mundo diferente

No dia 02 de julho de 2017 eu caminhava pelas ruas enquanto as nuvens mastigavam o sol.
Na esquina de ninguém a conversa dormia num monte de lixo.
Desenhando na luz da sombra, rabisquei aqui e alí.
Já não consigo dizer mais nada sobre você.