segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Um estranho no ninho


De novo as tais emoções mentais em que os limites entre o vivido e o imaginado se confundem e tocam as dimensões do onírico.
Atrevo-me a escrever com a força da palavra, e ao invés da abjeção, escolhi você.

domingo, 29 de dezembro de 2013

Azáfama

A grande dedicação pede mais da emoção e menos da razão, pois quando há coesão na elaboração dos fatos, até o silêncio diz coisas ínfimas sobre o anseio da aproximação.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Miércoles gris en Curitiba

Flores suicidas na sacada cobertas pelo orvalho. 
Eu continuo sendo nada além de uma história sem corpo.